Uncategorized

Saiba como curar herpes rapidamente

Curar herpes rapidamente é o desejo de quem apresenta esse vírus, além de proporcionar coceira e dor, ele pode se espalhar pelo corpo aumentando o desconforto e prejudicando até a autoestima. 

 

No conteúdo de hoje, nós da Odontominas, vamos te apresentar como curar, o que é, a causa e os principais sintomas deste vírus. Para saber todos esses detalhes é só prosseguir com a leitura.

 

Como curar herpes rapidamente? 

Para curar herpes existem vários recursos, assim que você perceber os sintomas iniciais, procure sempre um clínico geral ou farmacêutico para te informar qual é o medicamento ideal para acabar de vez com eles.

 

Normalmente, para eliminar herpes, você pode utilizar pomadas, curativos líquidos que tem como função contribuir para a cicatrização e alívio da dor, além de serem transparentes e discretos, impedirem a contaminação e propagação do vírus pelo corpo.

 

Em casos mais graves, os comprimidos antivirais são prescritos pelo médico e, principalmente, para as pessoas imunocomprometidas, como forma de iniciar um tratamento a longo prazo.

A temperatura fria alivia a dor e auxilia na recuperação, utilizar gelo na lesão vai ajudar bastante a diminuir o incômodo causado. 

 

O que na verdade é herpes

Herpes é um tipo de vírus que causa machucados e feridas no corpo, em áreas como: boca e genitais.

 

Ela pode ser provocada por dois tipos de vírus, o Varicela-Zóster (VVZ), conhecido como “cobreiro”, causador da catapora, que por sua vez apresenta irritação na pele, bolhas e bastante coceira.

 

Ou o herpesvírus tipo 1 e 2, conhecido como herpes simplex. De uma forma mais resumida, esse é um tipo de infecção que 99% da população adulta já adquiriu imunidade durante a infância e adolescência, criando resistência para o resto da vida.

 

O que causa herpes

Existem alguns fatores que contribuem bastante para o aparecimento da herpes, como é o caso da exposição em excesso ao sol, os raios ultravioleta fragilizam as nossas defesas, ressecam os lábios, deixando-os mais vulneráveis. Investir nos protetores labiais é uma opção, porém eles não impedem que ela se manifeste.

 

Outro fator que influencia a aparição desse vírus é a alimentação. Uvas, chocolates, nozes e amêndoas são alimentos que possuem arginina, uma substância que costuma estimular o aparecimento de herpes. Esse elemento pode ser encontrado também em suplementos que fortalecem os músculos.

 

As alterações hormonais, conhecidas como stress crônico, acabam diminuindo e prejudicando a defesa do nosso corpo e, consequentemente, abrem espaço para o vírus se manifestar.  

 

No caso das herpes labiais, elas podem ser causadas por beijos ou contato com objetos compartilhados, como: escova de dentes e toalhas.

 

Quais os sintomas? 

Os sintomas causados pela herpes vão depender do tipo do vírus, porém, todas apresentam lesões cutâneas nas regiões afetadas. 

 

Confira a seguir as características mais comuns de acordo com a área contaminada:

 

  • Olhos: os sintomas são bem similares aos da conjuntivite. Causando coceira, vermelhidão e irritação. Normalmente, afeta apenas um olho, porém fique atento, pois ela pode causar problemas na vista e em casos mais graves cegueira.

 

  • Lábios: coceira, ardência e formação de pequenas bolhas são os sintomas principais quando o assunto é herpes labial. Em alguns casos,o paciente pode ter febre e os gânglios do pescoço e garganta podem aumentar.

 

  • Genitais: nesse local, os sintomas são: ardor, coceira, vermelhidão e irritação. Normalmente, o aparecimento de bolhas e líquidos são acompanhados por esses sinais. Esse tipo de herpes ocorre em ambos os sexos. 

 

É importante ressaltar que enquanto as bolhas com o líquido estiverem presentes, ambos os tipos de herpes, Varicela-Zoster e herpes simplex, são infectantes. Basta tocar com as mãos no local afetado, que o vírus pode ser transferido para qualquer outra parte do corpo ou pessoa. O contato direto com a pele ou mucosa é também uma forma de transmissão.

 

A partir do momento que as bolhas rompem, formando pequenas feridas rasas, conhecidas como ulcerações, e são cobertas por crostas, há reepitelização da derme ou mucosa. Nessa fase a doença não é mais contagiosa.

 

Em geral, as infecções chegam a durar entre sete e 14 dias, porém é importante você consultar um médico para diagnosticar se realmente está com herpes e qual o melhor tratamento. 

 

Criança pode ter herpes

Tanto os adultos, quanto as crianças podem adquirir herpes, na maioria das vezes é comum ocorrer a labial.

 

A principal maneira de transmissão é através dos adultos, pois 70% deles são portadores desse vírus. Normalmente, a própria mãe, por ter um contato mais frequente, acaba contagiando a criança, através do beijo e em alguns casos nos partos normais.

 

O tratamento para curar herpes rapidamente é baseado na tentativa de reduzir os sintomas, como: febre e dor, com o uso de analgésicos, antiinflamatórios e antitérmicos. 

 

Sem sombra de dúvidas, a higiene bucal da criança deve ser realizada para diminuir a propagação do vírus. Lembre-se de utilizar uma escova macia, uma pequena quantidade de pasta de dente e realizar movimentos leves e delicados, para não machucar e causar dor na boca da criança ou do bêbê.

 

Procure a Odontominas mais próxima 

 

Você desconfia que está com herpes? Se após a leitura desse conteúdo você suspeita que possui o vírus, é hora de agendar uma consulta com seu dentista de confiança e iniciar o tratamento.

 

Nós da Odontominas, podemos te auxiliar e proporcionar todo o suporte necessário para curar herpes rapidamente. Além de cuidados com a saúde e estética bucal.

 

Encontre a Odontominas mais próxima e entre em contato com a gente através do WhatsApp.

 

Esperamos você no próximo post.

Tratamento para dentes sensíveis

O tratamento para dentes sensíveis é muito procurado hoje em dia por diversas pessoas. Por incrível que pareça, o incômodo causado pela sensibilidade afeta as refeições diárias e esse momento tão prazeroso se torna péssimo.

 

 

No post de hoje, vamos te apresentar quais os tipos de tratamentos para acabar de vez com a sensibilidade e poder aproveitar as refeições doces, salgadas e geladas sem stress e desconforto. 

 

Desejamos uma ótima leitura.

 

Quais os tratamentos para dentes sensíveis? 

Antes de começar qualquer tratamento para dentes sensíveis é muito importante você procurar um profissional de confiança que irá realizar um diagnóstico e com isso descobrir a principal causa do problema.

 

Hoje em dia os tratamentos necessitam de cuidados que envolvem a utilização de produtos e técnicas feitas em consultórios, tudo vai depender da origem da sensibilidade.

 

Porém os procedimentos mais utilizados são: aplicação tópica de verniz de flúor, espuma ou gel, agente e de laser. Conheça detalhes sobre eles:

 

Aplicação de verniz de flúor 

 

Para ajudar a mineralização do esmalte e a dentina, é feita a aplicação de verniz de flúor nas áreas expostas.

 

Aplicação de espuma ou gel de flúor 

 

A aplicação de espuma ou gel consiste na utilização de moldes bucais, utilizados de 3 a 5 minutos, a grande concentração de flúor auxilia nas áreas mais sensíveis, diminuindo a sensibilidade.

 

Aplicação de agente fixador 

 

Aplicação de agente (material usado para fixar restaurações) para impermeabilizar a superfície da dentina e ajudar nos estímulos que causam a sensibilidade.

 

Aplicação de laser 

 

A aplicação de laser terapêutico é um dos tratamentos para dentes sensíveis mais utilizados.

 

Após esses tratamentos os dentistas recomendam que os cuidados continuem em casa, para isso o paciente deve utilizar uma escova dental com cerdas macias, realizar a escovação correta, usar creme dental com alta concentração de flúor (dado pelo dentista) para ajudar fortalecer a superfície do dente.

Lembre-se de consultar o seu dentista de confiança para realizar qualquer tipo de cuidado ou tratamento nos dentes.

 

Quais os sinais da sensibilidade dentária?

 

O primeiro sinal causado pela sensibilidade é a dor nos dentes após ingerir um alimento ou bebida, sendo ele quente ou frio.

Essa dor é péssima e afeta todos os momentos da refeição, seja na hora de tomar um café, uma bebida durante o almoço ou até mesmo quando consumir um delicioso sorvete.

Não espere sentir muita dor para procurar um dentista e marcar uma consulta, pois se demorar para tratar pode se transformar em um canal, e o desconforto é ainda mais insuportável.  

 

O que causa a sensibilidade dentária? 

 

A sensibilidade dentária pode ser causada por diversos fatores, como por exemplo cárie, fatores emocionais e principalmente pela retração gengival.

 

Devido a escovação inadequada, a retração gengival pode ser provocada e afetar bastante a sensibilidade nos dentes. Esse é o principal motivo causador desse incômodo.

 

A parte macia e interna do dente é conhecida como dentina, que por sua vez possui terminações nervosas e protege os esmaltes. Com a sua exposição, através de alimentos frios ou quentes, os nervos são ativados e causam dor, ocasionando a sensibilidade.

 

O bruxismo é outro fator que agrava a sensibilidade nos dentes, o refluxo e a bulimia também fazem parte desse grupo. É essencial agendar uma consulta com um especialista antes de começar algum tratamento para dentes sensíveis. 

 

Como amenizar a sensibilidade dentária? 

 

Para amenizar a sensibilidade dentária é recomendado que o paciente evite ingerir alimentos e bebidas ácidos, aguardar pelo menos 20 minutos após as refeições para poder realizar a escovação dos dentes e evitar fazer força em excesso nessa hora.

 

O uso de creme dental específico para tratar a sensibilidade também é uma ótima opção para ajudar na hora de amenizar a sensação.

 

Procure sempre fazer uma revisão no dentista, antes e após um tratamento, e lembre-se de manter os bons hábitos na hora de cuidar da sua boca e dos seus dentes

 

Alimentos que agravam a sensibilidade dentária 

 

De acordo com muitos dentistas especialistas, a alimentação é um dos principais fatores que mais agravam o quadro de sensibilidade dentária.

Os alimentos e bebidas com ph muito baixo, conhecidos como ácidos, podem provocar o desgaste do esmalte dos dentes, podendo chegar até a dentina. 

A cerveja, o refrigerante, o café, o limão e o vinagre se enquadram nesse grupo de alimentos e bebidas que devem ser evitados. 

 

Tenho dentes sensíveis e agora? 

 

Após a leitura do texto, você ficou por dentro dos tratamentos para dentes sensíveis, aprendeu as principais causas desse incômodo, os alimentos que podem ser evitados e os cuidados que se devem ter em casa para amenizar essa dor.

Cuidar da saúde bucal é algo muito necessário e traz diversos benefícios para a nossa vida. Entre em contato com seu dentista de confiança ou agende uma consulta na Odontominas mais próxima pelo WhatsApp.

 

Estamos esperando por você e até o próximo post.

Saiba o que é placa anti bruxismo

Já ouviu falar sobre placa anti bruxismo? Se conhece ou quer saber mais sobre esse produto, o post de hoje é feito especialmente para você.

 

Vamos te explicar os benefícios de utilizar a placa, o que é o bruxismo e entre outras dúvidas frequentes sobre esse assunto.

 

Esperamos que tenha uma ótima leitura!

 

 

O que é placa anti bruxismo

A placa anti bruxismo é utilizada para proteger os dentes de desgastes e fraturas devido ao fato de ranger os dentes.

 

O uso desse item precisa ser diário, pois é a única maneira de prevenir o desconforto durante a noite e de facilitar a adaptação com a placa.

 

Os tipos de placa 

Hoje em dia, existem dois materiais de placa disponíveis no mercado odontológico, a de acrílico e de silicone. Confira qual dos modelos é o mais indicado para o bruxismo:

 

  • Placa de acrílico 

 

A placa de acrílico é presa nos dentes superiores e deve ser utilizada à noite, durante todo o sono. Em casos mais graves é necessário prolongar o tempo de utilização, para diminuir o  incômodo. 

 

 

  • Placa de silicone 

 

Essa placa é indicada para pacientes que sofrem com disfunções na ATM, ou seja, na articulação responsável pelos movimentos da mandíbula.

 

Por ser feita de silicone, um material mais fino, essa placa acaba aumentando a capacidade da pessoa de ranger e apertar os dentes. Ocasionando um maior índice de bruxismo.

 

Quanto dura o tratamento com a placa anti bruxismo?

A placa anti bruxismo, torna-se indispensável para todos os pacientes que sofrem com essa doença, seja um caso mais leve ou mais grave. 

 

Algumas pessoas chegam a ter duas placas para não correrem o risco de ficar sem, caso perca ou esqueça uma delas.

 

Uma desvantagem desse produto, é que se não utilizado com frequência, ou melhor diariamente, o paciente acaba perdendo a placa, pois ela não se adapta mais aos dentes e ao formato da mordida.

 

Isso acontece, pois os dentes possuem uma dinâmica de movimentação sutil ao longo do tempo.

 

Qual a durabilidade das placas? 

 

A durabilidade das placas depende de diversos fatores, por exemplo, espessura, número de dentes em contato e a severidade do distúrbio.

 

Outro fator muito importante é a conservação, evite permitir o acúmulo de manchas, pois elas podem causar cáries e entre outros danos aos seus dentes.

 

De forma geral, a placa tem a durabilidade de 6 meses. Na maioria dos casos, se muito bem conservada, esse período se estende até 12 meses.

 

Existe tipo de bruxismo? 

 

O bruxismo é dividido em duas categorias de acordo com sua ocorrência, que pode acontecer de dia ou durante a noite.

 

Se ocorre enquanto estamos dormindo, recebe o nome de bruxismo do sono. Se acontece durante o dia é chamado de bruxismo de vigília.

 

Se ocorre enquanto estamos dormindo, recebe o nome de bruxismo do sono. Se acontece durante o dia é chamado de bruxismo de vigília.

 

Outro fator que divide o bruxismo é a indicação correta da placa, pois o contato entre os dentes durante o movimento da mandíbula é diferente. Pode ocorrer de duas maneiras: o bruxismo cêntrico e bruxismo excêntrico, conheça mais sobre eles:

 

Bruxismo cêntrico

 

Nesse caso, os movimentos que provocam desgastes nos dentes estão ausentes.

 

Bruxismo excêntrico 

 

O bruxismo excêntrico ocorre quando a mandíbula movimenta-se lateralmente e provoca um grande desgaste dentário. 

 

Sintomas que você está rangendo ou raspando os dentes 

 

As dores faciais e fadiga na área da mandíbula são comuns devido ao atrito prolongado dos músculos. Por esse motivo, a maioria das pessoas que têm bruxismo acordam com fortes e frequentes dores de cabeça, além disso os dentes ficam fracos e moles.

 

Em casos mais graves, os dentes podem trincar, lascar ou apresentar desgastes no esmalte.

 

Lembre-se de sempre consultar o seu dentista de confiança. Caso você sinta algum desses sintomas, fale com ele sobre isso.

 

Desgaste Infantil 

 

A criança pode ranger os dentes durante o sono. É uma das maneiras dela manifestar o estresse que sente. Se seu filho ou filha se queixar de dores de cabeça, de dente ou um desconforto facial, agende um horário com um dentista pediatra o mais rápido possível.

 

Para encerrar o assunto 

No post de hoje, nós conversamos bastante sobre a placa anti bruxismo e como essa doença prejudica a saúde de muitas pessoas.

 

Caso você esteja suspeitando que possui bruxismo, entre em contato com seu dentista ou encontre a clínica OdontoMinas mais próxima!

 

Entre em contato com a gente pelo WhatsApp, que teremos o maior prazer em atender você.

 

Esperamos que tenha gostado bastante da leitura e até o próximo post.

Lente de contato dental: top 5 cuidados

A lente de contato dental, sem dúvida, é a técnica mais procurada no ramo odontológico e também a conhecida pelas pessoas hoje em dia.

 

Elas proporcionam uma grande mudança estética no sorriso, tornando-o mais harmônico e deixando os dentes mais brancos.

 

E no post de hoje, nós da OdontoMinas vamos te apresentar mais sobre esse tema, esclarecer muitas dúvidas, dar dicas, explicar sobre os benefícios que essa técnica proporciona e quais os cuidados essenciais para sua preservação.

 

Desejamos uma ótima leitura!

 

Lente de contato o que é? 

Lente de contato é o nome popular das tão conhecidas facetas de cerâmica. Com espessuras finas elas dão um novo formato aos dentes e, consequentemente, ao sorriso.

 

Top 5 cuidados com a lente de contato 

 

Em alguns casos é necessário realizar uma leve raspagem nos dentes, para que haja uma maior harmonia no sorriso. Logo após essa raspagem, as lentes de contato são colocadas.

Para prevenir o desgaste dessas lentes, alguns cuidados são necessários e essenciais, confira os top 5 que separamos para compartilhar com você:

 

Evite comer alguns alimentos

 

O consumo de certos alimentos podem prejudicar as lentes e trazer algumas complicações futuras.

Evite consumir alimentos duros, crocantes e com bastante corante artificial. 

O vinho também é um grande inimigo das lentes de contato. O vinagre, iogurte e refrigerantes também prejudicam a coloração das lentes, deixando-as mais opacas.

 

Roer as unhas nunca mais! 

 

Muitos hábitos, como: roer as unhas, morder tampa de caneta ou até mesmo o lápis devem ser evitados, por vários motivos. Principalmente, pelas facetas serem bem delicadas, esses hábitos podem ser prejudiciais e até rachar ou quebrá-las.

Abrir ou rasgar as embalagens de produtos com os dentes, também devem ser evitados.

 

Escovas de cerdas macias

 

Aqui no blog, nós já falamos sobre os benefícios que a escovação traz para nossa saúde bucal.

No caso das facetas, não poderia ser diferente, as escovas de cerdas macias vão realizar a limpeza adequada além de não prejudicar o material das lentes. 

 

Mantenha sempre a sua higiene bucal em dia 

 

A higiene bucal é um hábito muito importante para o seu dia-a-dia, e se você tem lentes dentais, os cuidados devem ser redobrados.

Optar por usar cremes dentais com flúor não abrasivos, vão ajudar a conservá-las por um período maior. 

 

Antes de colocar as lentes, faça um clareamento

 

Para obter um resultado de coloração uniforme, antes de aplicar a lente de contato dental, é recomendado pelos especialistas, realizar um clareamento, pois se você tiver alguma mancha ela pode aparecer após a aplicação das lentes.

 

Restrições para aplicar as lentes nos dentes 

 

Como citamos acima, alguns motivos podem te impedir de aplicar as lentes de contato nos dentes, por exemplo:

  • Grande perda de estrutura dental;
  • Fraturas ou trincas;
  • Cáries;
  • Manchas acentuadas;
  • Bruxismo não tratado e
  • Dente do canal tratado.

 

Recomendação para quem tem bruxismo 

 

Se você tem bruxismo é muito importante antes de realizar a colocação das lentes, realizar um tratamento para esse problema. Pois o bruxismo acaba danificando o produto.

Após o tratamento, consulte seu dentista na hora de colocar as lentes e se for realizar esse procedimento é importante saber que seus dentes mudam de tamanho, sendo assim, a placa de bruxismo deve ser nova para encaixar corretamente na boca. 

 

Precisa trocar as lentes de contato dental? 

 

Com o passar do tempo, todo procedimento estético em odontologia, é prejudicado, ou seja, não dura para sempre. A validade do produto vai depender da qualidade e do seu cuidado. Porém, em média ele dura 10 anos.

O processo de substituição das lentes de contato exige bastante atenção e cuidado redobrado para não desgastar a superfície dos dentes. Por isso, lembre-se de realizar esse procedimento sempre com um profissional de sua confiança. 

 

Consultas periódicas

 

Realizar consultas periódicas, a cada 6 meses, ao dentista é extremamente indicado para checar a saúde bucal. No caso dos pacientes que utilizam as facetas, a visita ao profissional deve ocorrer com mais frequência.

Na consulta o profissional vai avaliar as condições das lentes, e se necessário agendar uma troca.

Cuidar da saúde das gengivas também é , caso você sinta alguma dor ou incômodo, procure seu dentista.

 

Gostou do conteúdo? 

 

Para manter o cuidado com a lente de contato dental não é preciso exageros e sim uma cautela com a rotina diária. No texto de hoje, explicamos como é a melhor maneira de realizar esses cuidados.

Se você decidir utilizar as facetas ou tem vontade de conhecer mais sobre o assunto, encontre a OdontoMinas mais próxima. Fale com a gente pelo WhatsApp e agende sua consulta, teremos o prazer de atendê-lo.

 

Esperamos que tenha feito uma ótima leitura, até o próximo post.

Clareamento: saiba como melhorar seu sorriso

Provavelmente o clareamento dental é um dos assuntos mais abordados dentro do ramo odontológico.

 

Por esse motivo, nós da OdontoMinas resolvemos compartilhar detalhes sobre esse assunto e esclarecer as dúvidas mais frequentes. 

 

Além de alertar sobre alguns pontos dos clareamentos caseiros, que são bem conhecidos e utilizados.

 

Para ficar por dentro do assunto, continue a leitura!

 

 

 

Clareamento: como melhorar seu sorriso 

 

O clareamento dental é supereficiente e pode ser realizado através de alguns procedimentos no consultório ou até mesmo em casa, com a indicação de um dentista da sua confiança. Saiba mais:

Clareamento a laser 

Esse tipo de clareamento é realizado no consultório, pelo dentista, através de uma luz, conhecida como luz pulsada.

É necessário realizar de uma até três sessões para obter o resultado desejado. 

Uma das vantagens desse procedimento é que os resultados são instantâneos e os dentes ficam brancos a partir da primeira sessão. 

 

  • Clareamento com moldeira 

Com o uso de uma moldeira de silicone e um gel clareador, disponibilizados pelo dentista, esse procedimento normalmente é realizado em casa. 

Durante 2 semanas, o uso da moldeira com o gel deve ser feito por algumas horas, do dia ou da noite. Por esse motivo, os resultados demoram um pouco mais para aparecer. 

 

  • Facetas 

Essa técnica é também conhecida como aplicação de “lente de contato”. Esse procedimento deve ser realizado apenas por um dentista. 

O especialista reveste os dentes, melhorando sua aparência, preenchendo os espaços entre eles, de forma permanente, sem causar dor ou incômodo. 

Confira mais detalhes sobre as facetas através do nosso post do blog, clicando neste link.

  • Clareamento natural com creme 

Hoje no mercado, existem diversos cremes dentais que tem como função ajudar a clarear os dentes naturalmente.

Eles possuem agentes químicos que vão ajudar a prevenir o aparecimento de novas pigmentações e futuras manchas, de forma não abrasiva aos dentes. 

Todos esses procedimentos têm um excelente resultado, mas antes de iniciar qualquer um deles, consulte seu dentista de confiança.

Todas as pessoas podem fazer o clareamento dental? 

O clareamento não é recomendado para crianças, gestantes e quem apresenta acúmulo de placa bacterianas, tártaro ou inflamação na gengiva. 

 

Qual a melhor forma de clarear os dentes? 

Após ir em uma clínica, realizar uma consulta e avaliação com seu dentista de confiança, ele irá te indicar o melhor tratamento para o seu caso.

 

Todos os procedimentos só podem ser feitos após a realização de radiografias e exames físicos. Outro fator importante, é que a saúde bucal deve estar em dia. Para saber como ter saúde bucal e realizar a higienização correta, confira nossa matéria sobre o tema. 

 

Qual o principal benefício de realizar o clareamento? 

O principal benefício de clarear os dentes é a mudança na coloração, deixando-os mais claros e esteticamente mais harmônicos.

Muitos pacientes sentem uma grande melhora na autoestima, qualidade de vida e entre outras vantagens. O nosso bem-estar não tem preço.

 

As opções de clareamento não recomendadas 

A maioria dos dentistas não aconselham realizar nenhum procedimento de clareamento natural ou caseiro, pois eles podem acabar danificando os dentes e deixando-os mais sensíveis. 

Um dos procedimentos caseiros mais conhecido é o uso de bicarbonato de sódio, vinagre e água. Segundo os especialistas, essa ação causa diversos danos aos dentes, pois afeta o esmalte que, por sua vez, tem o papel de protegê-los.

 

O que influencia na cor dos dentes? 

É normal que as pessoas nasçam com cores de dentes diferentes umas das outras, alguns têm tons mais amarelados e, existem casos, que assumem essa coloração com o passar do tempo.

Alguns fatores podem colaborar com o amarelamento dos dentes, como é caso do tabaco, e da ingestão excessiva de café, vinho, chá e alimentos pigmentados, por exemplo cereja e amoras. 

Por esse motivo é muito importante você manter a sua higiene bucal em dia e realizar corretamente a escovação. 

 

Fale com o seu dentista 

 

Neste texto, você viu os benefícios e vantagens de realizar o clareamento dos dentes e aprendeu como o suporte de um dentista especializado é essencial na hora de atingir o resultado desejado.

Cuidar da saúde bucal não tem preço e contribui para o seu bem-estar.

Se você tem interesse pelo assunto e quer agendar uma consulta com um profissional extremamente capacitado , nós podemos te ajudar.

Não perca tempo e encontre a OdontoMinas mais próxima ou entre em contato pelo nosso WhatsApp. Nós teremos o prazer em recebê-lo!

Esperamos que tenha feito uma ótima leitura e até o próximo post.

Dente do siso nascendo? Descubra os sinais

O dente do siso é conhecido como o dente do juízo, pois ele nasce na maioria das pessoas na idade adulta, entre 17 e 20 anos.

 

No post de hoje, nós da OdontoMinas, vamos abordar os sinais que  vivenciamos no momento em que o dente do siso está nascendo e quais as dicas para amenizar essa dor.

 

Esperamos que você realize uma ótima leitura!

 

O dente do siso e os sinais de que ele está nascendo 

 

Os quatros dentes do siso, dois inferiores e dois superiores, apresentam alguns sinais de que estão nascendo. Confira alguns deles logo a seguir:

 

Inflamação: 

Um dos primeiros sinais do nascimento do dente do siso é a inflamação. Ela é visível por meio da vermelhidão e inchaço na gengiva, principalmente da área em que ele está nascendo. 

Normalmente, você irá sentir dor durante esse processo, pois o dente vai romper e gengiva. caso seja um grande incômodo, é necessário agendar e consultar um dentista de sua confiança. 

 

Dor no local: 

Outro sinal muito comum é a dor no local do nascimento, em casos de dores extremas, dá-se o nome de pericoronarite.

Inchaço na face e nos linfonodos do pescoço também podem ocorrer. Além do mau hálito, devido à infecção provocada pelas bactérias dentro da cavidade oral.

 

Dor na garganta: 

Se a dor de garganta acontecer, é sinal que a infecção atingiu níveis mais sérios.

O uso de analgésicos, nesse caso, não irá resolver, é preciso curar a infecção com o uso de antibióticos. Lembre-se de consultar o seu dentista de confiança, pois ele saberá indicar o medicamento correto e seguro.

 

Febre: 

Muitos pacientes, durante a infecção que se dá no processo de nascimento do dente do siso, ficam em estado febril e indisposto.

 

Movimentação dos dentes: 

Quando o siso está posicionado de maneira errada, ele pode ficar retido no osso, sem conseguir romper a gengiva. Isso ocorre pela falta de espaço para o seu nascimento. 

Com consequência esse dente movimenta os outros, causando uma má distribuição dentária. Nesse caso, também é muito importante agendar uma consulta com um profissional e realizar a extração do dente do siso.

 

Dificuldades na mastigação e na deglutição: 

Se o dente está nascendo na lateral da boca, é possível que o siso raspe na bochecha, resultando em ferimentos e até mesmo ulcerações. Por isso, a dificuldade na mastigação acontece.

Durante o nascimento do siso, pode existir uma grande dificuldade na hora da deglutição, ou seja, no momento de engolir o alimento ou líquido.

 

Dores de cabeça: 

Muitos pacientes sofrem com fortes dores de cabeça durante o nascimento do dente do siso. Pois os nervos e as articulações da face compartilham da mesma estrutura muscular. 

 

Como aliviar a dor do siso 

Sentir dor é algo que ninguém gosta, e principalmente dor de dente, que é insuportável e dificulta até mesmo na hora de ingerir algum alimento ou líquido.

Mas existem algumas formas de aliviar essa dor e trazer um certo conforto, enquanto a hora da consulta não chega. 

Fazer o uso de antisséptico bucal, utilizar escova de dentes macia, creme dental adequado, compressas mornas, evitar alimentos ácidos e cítricos, utilizar soro fisiológicos na área dolorida e tomar remédios indicados pelo dentista. Essas são apenas algumas dicas que ajudam a aliviar a dor durante o nascimento do dente do siso.

 

É necessário fazer extração do dente? 

A extração do siso depende muito da posição em que o dente se encontra, mas é importante ressaltar que apenas o profissional especializado pode identificar e confirmar se a remoção deve ser realizada.

Em alguns casos as dores do siso são controladas apenas pelo uso de medicamentos e se há espaço para o nascimento correto, a extração não é necessária. 

Como saber se o dente do siso está infeccionado? 

Os sintomas mais comuns de infecção do siso, são:

  • Dor ao redor ou no interior do dente; 
  • Dor na mandíbula ou na lateral do rosto; 
  • Inchaço ou vermelhidão das gengivas ao redor do dente; 
  • Mau hálito; 
  • Dificuldade de mastigar; 
  • Dificuldade de abrir a boca; 
  • Glândulas linfáticas inchadas e 
  • Caso a extração do dente seja realizada, a presença de secreção amarela ou branca no local da remoção.

Esses sintomas vão indicar uma possível infecção, tome bastante cuidado na hora de realizar a higiene bucal e mastigar os alimentos, coma com calma para não correr o risco de ter algum impacto no local.

 

Para encerrar o assunto 

O dente do siso, como vimos no conteúdo do texto, dá alguns sinais quando está nascendo e muitas vezes pode causar grandes dores. É importante você agendar uma consulta com dentista e realizar o procedimento correto.

Se você sente alguns desses sintomas ou gostaria de ter um maior cuidado com sua higiene bucal, procure a clínica OdontoMinas mais próxima à você.

Agende uma consulta pelo WhatsApp ou vá para a clínica Odonto Minas mais próxima a você.

 

Unidade Piracicaba: (19) 98444-0867;

Unidade Mauá: (11) 98742-9911; Unidade Mauá 2: (11) 94882-9898;

Unidade Cidade Nova – Parauapebas/PA: (94) 98144-0038;

Unidade Rio Verde – Parauapebas/PA: (94) 98144-0091;

Unidade Bairro da Paz – Parauapebas/PA: (94) 98144-0022;

Unidade Marabá: (94) 98113-4850 e Unidade Sumaré: (19) 99338-0078.

 

Agradecemos pela leitura.

O que é clareamento dental a laser?

Clareamento dental a laser é um dos procedimentos estéticos mais procurados pelas pessoas.

 

Atualmente, a preocupação com o sorriso bonito, saudável e harmônico tem chamado a atenção de muitos clientes, e no post de hoje vamos nos aprofundar no clareamento a laser e te explicar sobre esse tipo de procedimento.

 

Desejamos uma ótima leitura!

 

O que é clareamento dental a laser?

 

O clareamento dental a laser é um procedimento estético que elimina as manchas dos dentes sem danificá-los e proporciona um resultado supersatisfatório para o paciente.

 

O procedimento é rápido, indolor e supereficaz. É importante ressaltar que para realizar esse procedimento os dentes não podem ter tártaro ou placa bacteriana.

 

Onde e como é feito o clareamento dental? 

 

Todo clareamento dental a laser deve ser realizado apenas pelo dentista, dentro de um consultório odontológico.

 

Para obter o resultado do clareamento, o profissional vai utilizar uma luz de LED e um gel nos dentes do paciente. Com o intuito de evitar que os lábios e a gengiva entrem em contato com o gel, uma proteção é utilizada na boca durante o procedimento.

 

O laser de baixa potência é utilizado para diminuir a sensibilidade dos dentes e oferece mais conforto para o paciente.

 

É através da luz de LED que o agente do gel é ativado e consegue proporcionar o clareamento. Ele fica cerca de 15 minutos no dente com pequenos intervalos. Normalmente, o procedimento tem duração de uma hora e pode ser realizado em uma ou três sessões. 

 

Qual a diferença entre o clareamento dental a laser e o convencional? 

 

O clareamento dental deve ser realizado por pessoas que têm os dentes mais escuros, qualquer que seja o motivo.

 

Clarear o dente de forma convencional é um procedimento realizado em casa com o uso de gel clareador e molde para a dentição. Esse molde é feito de silicone e disponibilizado pelo dentista com o tamanho correto da arcada dentária do paciente. 

 

Esse procedimento dura em torno de três semanas e requer acompanhamento e consultas frequentes com duração de duas horas dentro do consultório. 

 

Já o clareamento dental a laser é realizado no máximo em três sessões no consultório e o procedimento tem duração de uma hora em cada consulta. 

 

Os diversos benefícios oferecidos pelo laser 

 

O laser oferece diversos benefícios no ramo odontológico, como na prevenção e no tratamento das manifestações orais. Em alguns casos, existe indicação para prevenção ou diminuição de herpes labial.

 

O que torna o clareamento a laser diferenciado? 

 

Nós da Odonto Minas separamos alguns dos principais motivos que tornam o clareamento a laser diferenciado. Conheça eles:

 

  • É um procedimento rápido e ágil

Esse procedimento apresenta resultado na primeira sessão e, se comparado com outros, é o mais rápido.

 

  • Melhora a sensibilidade

A região dos dentes recebe uma substância química conhecida como peróxido de hidrogênio, que vai auxiliar na diminuição da sensibilidade e os riscos de inflamação dentária.

  • Tranquilidade no procedimento 

O clareamento dental a laser dispensa o uso da moldeira de silicone, oferecendo mais comodidade e tranquilidade para o paciente.

 

Lembre-se de conversar com o seu dentista antes de realizar qualquer tipo de clareamento dental. Para conhecer outros tipos de clareamento, confira também nossa matéria do blog sobre o assunto.

 

Como prolongar o procedimento? 

Para prolongar o procedimento de clareamento dental, o consumo de alguns alimentos não são indicados, principalmente alimentos ricos em corante como o molho de tomate, refrigerante, beterraba e café.

 

Manter uma ótima higiene bucal faz toda a diferença na duração do clareamento. Procure escovar os dentes após cada uma das refeições e utilize a escova correta para te auxiliar nesse processo e trazer um ótimo resultado. Confira nosso texto sobre como encontrar a escova dental ideal para você.

 

Quanto tempo dura o clareamento? 

A duração dos resultados desse procedimento varia de dois a três anos. Após esse tempo, o procedimento pode passar por alguns retoques e trazer um resultado ainda melhor.

 

Quer realizar o clareamento? 

Teve interesse em realizar o clareamento dental? É importante tomar alguns cuidados antes de iniciar o procedimento.

 

Nós da Odonto Minas teremos o prazer em receber você e contamos com uma grande equipe de profissionais capacitados e atenciosos para te proporcionar uma consulta agradável e segura. 

 

Agende uma consulta pelo WhatsApp ou vá para a clínica Odonto Minas mais próxima a você.

 

Unidade Piracicaba: (19) 98444-0867;

Unidade Mauá: (11) 98742-9911; Unidade Mauá 2: (11) 94882-9898;

Unidade Cidade Nova – Parauapebas/PA: (94) 98144-0038;

Unidade Rio Verde – Parauapebas/PA: (94) 98144-0091;

Unidade Bairro da Paz – Parauapebas/PA: (94) 98144-0022;

Unidade Marabá: (94) 98113-4850 e Unidade Sumaré: (19) 99338-0078.

 

Agradecemos pela leitura.

Escova dental: Qual a hora de trocar?

A escova dental é um acessório importante para a saúde e higiene bucal e faz toda a diferença na hora da escovação.

 

Uma escova em mau estado pode prejudicar bastante os dentes e a gengiva. Por esse motivo, é recomendado trocar de tempos em tempos esse acessório.

 

No post de hoje, nós da Odonto Minas vamos compartilhar com você qual o momento certo de trocar sua escova de dente. Para saber mais sobre esse assunto é só continuar a leitura. 

 


Quando devo trocar minha escova dental?

 

O recomendado pelos dentistas é realizar a troca da escova dental de três a quatro meses. Nesse tempo, as cerdas já estão desgastadas e não irão cumprir com sua função, que é manter os dentes limpos.

 

Por que eu devo trocar a escova dental

 

A troca da escova também está totalmente ligada à saúde bucal da pessoa. Por exemplo, se você pegar um resfriado, é aconselhável trocar a escova, pois os germes podem permanecer nela e te adoecer novamente.

 

Outro motivo que indica a necessidade de realizar a troca da escova dental é a sua condição. Se antes dos três ou quatro meses as cerdas da escova estiverem muito desgastadas e deformadas, isso é um sinal de que ela precisa ser trocada o quanto antes.

 

Converse melhor com o seu dentista sobre o assunto.

 

Os malefícios que uma escova velha traz 

 

Utilizar a mesma escova dental por bastante tempo pode prejudicar a sua saúde bucal e causar doenças como cárie, tártaro, gengivite, tratamento de canal, entre outras. 

 

Os cuidados com a preservação da escova 

 

Guardar escovas da maneira correta ajuda a aumentar a durabilidade e também previne futuras doenças bucais. A maneira ideal de guardá-las é em pé evitando o contato entre elas, principalmente escovas infantis.

 

É importante ensinar as crianças como cuidar da sua escova dental e da higiene bucal desde pequena. Saiba mais sobre a saúde bucal infantil nessa matéria

 

Dividir a escova com outra pessoa em hipótese alguma é aconselhável, pois cada pessoa tem sua característica e higiene bucal. 

 

Quando devo trocar a escova elétrica? 

 

O tempo de troca da escova elétrica é o mesmo da escova normal, a cada três ou quatro meses. Esse tempo é essencial para as cerdas da escova realizarem a limpeza profunda nos dentes com qualidade.

 

A vantagem de utilizar a escova elétrica é a necessidade de trocar apenas a parte de cima, conhecida como a cabeça da escova, onde ficam as cerdas.

 

Para conservar sua escova elétrica, lembre-se que após realizar a escovação você deve limpar a escova com água, retirando todo resíduo de pasta encontrada nela. Na hora de guardar, procure deixar a mesma na posição vertical para secar toda a água.

 

 

A escovação correta 

 

A higiene bucal é iniciada através da escovação e, segundo os profissionais, para fazer esse processo da maneira indicada, após colocar o creme dental na escova, faça movimentos circulares e suaves.

 

Preocupe-se em escovar todas as extremidades e lembre-se de escovar a língua, usar fio dental e, para finalizar, o enxaguante bucal.

 

Mantenha o bom hábito

Manter o hábito da boa higiene bucal e conservação da escova vai trazer benefícios para a sua saúde bucal, te proporcionar um ótimo sorriso e mudar positivamente sua autoestima.

 

Conte com a gente 

 

Quer cuidar da sua boca com qualidade? 

 

Nossos profissionais especializados vão atendê-lo com exclusividade e eficiência. Encontre a Odonto Minas mais próxima de você.

 

Unidade Piracicaba: (19) 98444-0867;

Unidade Mauá: (11) 98742-9911; Unidade Mauá 2: (11) 94882-9898;

Unidade Cidade Nova – Parauapebas/PA: (94) 98144-0038;

Unidade Rio Verde – Parauapebas/PA: (94) 98144-0091;

Unidade Bairro da Paz – Parauapebas/PA: (94) 98144-0022;

Unidade Marabá: (94) 98113-4850 e Unidade Sumaré: (19) 99338-0078.

 

Esperamos que tenha feito uma ótima leitura e até o próximo post.

Como eliminar o tártaro do dente?

Eliminar o tártaro do dente é algo que muitas pessoas desejam, pois essa doença não só afeta a aparência do sorriso como pode prejudicar a saúde bucal.

 

Diversas doenças são causadas pela falta de cuidado com os dentes e, na maioria das vezes, com a correria do dia a dia, a escovação e os cuidados com a higienização da boca recebem uma atenção menor.

 

Nós da Odonto Minas preparamos um conteúdo cheio de dicas para você conhecer melhor sobre o que é o tártaro, como preveni-lo e como acabar de vez com ele.

 

 

 

 

Como eliminar o tártaro do dente

Para eliminar o tártaro do dente é fundamental procurar um profissional. 

No procedimento dentro do consultório, o dentista vai remover o tártaro através da raspagem ou da profilaxia.

Colocar força na hora de escovar os dentes não vai te ajudar a acabar com essa doença e muito menos deixar os dentes mais limpos. 

Caso você perceba que seus dentes estão com algumas partes mais amareladas, procure o seu dentista e agende uma limpeza nos dentes. 

O que é tártaro? 

O tártaro é o acúmulo de placa bacteriana no dente. Ele tem uma consistência mais densa por se tratar de uma calcificação.

Ao não realizar a higiene bucal correta, os resíduos de alimentos ficam no dente e com o tempo vão endurecendo devido ao contato com os minerais da saliva e outras reações químicas. Por esse motivo, ficam tão fixos.

É indispensável eliminar o tártaro do dente com a ajuda de um profissional. Se não for tratado com atenção, o tártaro pode causar complicações no corpo. É importante ressaltar que ele contém bactérias e por isso o cuidado deve ser redobrado. 

O que causa o tártaro? 

Os resíduos dos alimentos que ficam nos dentes após a má escovação é o principal fator que causa o tártaro, como citado acima no texto.

Ingerir alguns alimentos com bastante açúcar também auxilia na formação dessa placa nos dentes. Qualquer acúmulo de alimento vai fazer com que as bactérias se proliferem dentro da boca formando o tártaro.

Outro ponto importante que também pode causar essa doença é a baixa produção de saliva, que pode ocorrer por gestão de algum medicamento ou por conta do envelhecimento natural.

Periodontite e tártaro, qual a relação entre eles? 

Quando o tártaro não é eliminado de forma correta, a inflamação da gengiva se torna maior e pior. Através desse acontecimento, o tártaro passa a ser tratado como periodontite.

Identificar a gengivite no começo é o passo principal para evitar a periodontite. Realizar a higiene bucal correta da boca vai ajudar bastante na hora de prevenir os dentes dessa doença.

Os malefícios causados pelo tártaro 

O primeiro malefício está totalmente ligado com a saúde bucal. Com o passar do tempo, as placas dos dentes podem torná-los mais vulneráveis e afetar a saúde deles. Em alguns casos, uma cavidade pode se formar nos dentes e as bactérias podem aprofundar na sua estrutura. 

Com todo esse acontecimento, é natural que ocorra a inflamação da gengiva. Devido à formação do tártaro, a estrutura dos dentes pode inflamar, inchar e, em casos piores, até sangrar e doer, trazendo um desconforto enorme. 

Como impedir o tártaro?

Impedir o tártaro requer uma higiene bucal correta. Confira algumas dicas que vão te auxiliar nesse processo:

  • Escovar os dentes pelo menos 3 vezes ao dia, após cada refeição;
  • Passar o fio dental corretamente e, pelo menos, 1 vez ao dia;
  • Escovar a língua corretamente e
  • Utilizar enxaguante bucal após a escovação.

Evitar comer doces é uma maneira de prevenir que o tártaro apareça nos dentes.

Quais os tratamentos para acabar com o tártaro? 

Para eliminar o tártaro do dente é feita uma raspagem. Esse procedimento é indolor. O dentista utiliza uma ferramenta conhecida como cureta para poder literalmente raspar a superfície dos dentes e retirar a placa de cálcio endurecido.

É recomendado realizar a limpeza dos dentes com um profissional pelo menos duas vezes ao ano, assim ele pode cuidar da sua higiene bucal corretamente e prevenir incômodos futuros.

Agora é com você! 

Através deste texto, nós da Odonto Minas apresentamos como eliminar o tártaro do dente e quanto ele pode prejudicar sua saúde bucal. 

Para prevenir essa doença nos dentes, é muito importante realizar a higiene bucal com muito cuidado e atenção.

Agora é com você! Agende uma consulta com um profissional para te ajudar a tratar da saúde da sua boca e dos dentes com muita eficiência.

 

 

Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato conosco agora mesmo pelo WhatsApp.

 

 

 

Unidade Piracicaba: (19) 98444-0867;

Unidade Mauá: (11) 98742-9911; Unidade Mauá 2: (11) 94882-9898;

Unidade Cidade Nova – Parauapebas/PA: (94) 98144-0038;

Unidade Rio Verde – Parauapebas/PA: (94) 98144-0091;

Unidade Bairro da Paz – Parauapebas/PA: (94) 98144-0022;

Unidade Marabá: (94) 98113-4850 e Unidade Sumaré: (19) 99338-0078.

 

Saiba como realizar o tratamento para gengivite

O tratamento para gengivite deve começar em casa com a saúde bucal. Escovando os dentes diariamente e corretamente, as chances de prevenir essa inflamação na gengiva é maior.

 

Se a gengivite não for tratada, pode trazer sintomas desagradáveis e comprometer a estrutura do dente, tanto para os adultos quanto para as crianças.

 

No post de hoje, nós da Odonto Minas vamos apresentar o tratamento ideal, o que é e como prevenir a gengivite.

 

Desejamos uma ótima leitura!

O que é tratamento para gengivite

O tratamento para gengivite pode ser realizado em casa, caso o paciente esteja no começo da inflamação.

Com uma escovação correta você pode acabar de vez com esse incômodo. Procure escovar os dentes corretamente e usar o fio dental com cuidado para evitar a formação de placa nos dentes.

 

Se o tratamento for feito no consultório, o dentista deve realizar uma limpeza ou raspagem removendo a placa que foi formada nos dentes. Essas placas nada mais são do que o tão conhecido tártaro

 

Se o caso for mais grave, o dentista terá que realizar um procedimento para aplainar a raiz nas suas partes mais profundas, dificultando o endurecimento da placa bacteriana. 

 

Procure sempre realizar uma consulta frequente com seu dentista, assim ele te ajuda a prevenir ou tratar alguma inflamação. Confira nosso texto sobre os principais motivos para realizar a limpeza dos dentes a cada 6 meses.

O que é gengivite? 

A gengivite é uma inflamação gengival causada pela placa bacteriana que se forma na lateral dos dentes. 

De uma forma mais resumida, quando não conseguimos escovar os dentes corretamente ou o fio dental não consegue remover todo o alimento, forma-se uma placa no dente e ela produz toxinas (ácido) que causam irritação na mucosa da gengiva, ocasionando a gengivite. 

Se ela for identificada no início, com a escovação correta conseguimos realizar o tratamento para gengivite. Por outro lado, se ela evoluir, pode causar danos permanentes aos dentes. A evolução da gengivite é conhecida como periodontite. 

 Como identificar que estou com gengivite? 

A gengivite é uma inflamação causada pela má escovação dos dentes, como explicado no texto. Vamos compartilhar alguns sinais para você se atentar e conseguir identificar seu problema, confira:

  • Gengiva vermelha, inchada, ou flácida.
  • Gengiva que sangra durante a escovação ou o uso do fio dental.
  • Dentes que parecem mais longos devido à retração da gengiva.
  • Gengiva que se separam ou se afastam dos dentes, criando uma bolsa.
  • Mudanças na forma como seus dentes se encaixam quando você morde.
  • Secreção de pus ao redor dos dentes e na bolsa gengival.
  • Mau hálito constante ou gosto ruim na boca.

Na hora de escovar os dentes, tenha a preocupação de limpar corretamente os restos de alimentos, pois eles podem causar a gengivite.

 

 

Como posso prevenir a gengivite?

Manter a higiene bucal é algo indispensável para o dia a dia e ajuda a na hora de realizar o tratamento para gengivite.

Fazer uma limpeza dos dentes com um profissional é super-recomendado, porque, uma vez que o acúmulo de comida endurece no dente, ele forma uma camada muito grossa, conhecida como tártaro e para eliminá-la de vez você precisa da ajuda de um profissional.

 

Gengivite infantil 

Sem realizar a limpeza e o cuidado adequado dos dentes, a gengiva da criança pode inflamar, ficar vermelha, sensível e ocasionar a gengivite. 

No caso das crianças, ao identificar sangramento na gengiva e inflamação, o tratamento para gengivite deve ser iniciado imediatamente. Agende um horário com um profissional para realizar o procedimento correto.

Mesmo que a gengivite da criança não seja tão séria quanto a do adulto, você deve ficar atento com a escovação da criança após a alimentação, principalmente se for doce.

A higiene bucal correta 

A higiene bucal começa logo pela manhã e permanece até a noite. No decorrer de todo o dia após a refeição, é recomendado sempre escovar os dentes.

Para realizar essa limpeza da forma correta, ter uma escova de dente com cabeça pequena e macia faz toda a diferença. O uso do creme dental ideal garante mais eficiência na higiene bucal e, dependendo do produto, ajuda no tratamento para gengivite. Consulte seu dentista e confira nosso post sobre higiene bucal.

 

Dicas caseiras 

Algumas dicas caseiras podem te ajudar a amenizar o incômodo enquanto a consulta com o dentista não chega.

Confira algumas dicas logo abaixo: 

  • Limão: por ser um produto antibacteriano, ele ajuda a amenizar a dor causada pela gengivite.
  • Óleo de tomilho: o tomilho combate a formação da placa bacteriana e, consequentemente, trata a gengivite.
  • Óleo de coco: misture o óleo com bicarbonato e utilize como creme dental; eles ajudam a combater a proliferação de bactérias na boca.
  • Vinagre de maçã: além de combater a gengivite, o vinagre de maçã ajuda a combater a halitose e reduz o inchaço na gengiva.
  • Babosa: a babosa vai ajudar a tratar a infecção causada pela gengivite. Misture ela com um óleo essencial de melaleuca e passe nos dentes e gengiva 3 vezes ao dia.

 

Gostou do nosso conteúdo? 

Nós da Odonto Minas sempre apresentamos a necessidade de cuidar da sua saúde bucal corretamente. Procure sempre um especialista, pois ele vai te auxiliar da melhor forma possível para proporcionar o cuidado ideal.

Você se interessou pelo assunto do post de hoje? Quer cuidar dos seus dentes com muita segurança e profissionalismo? Entre em contato conosco pelo WhatsApp e siga nossa clínica nas redes sociais como: Facebook e Instagram.

Teremos o prazer em atendê-lo e oferecer uma excelente saúde bucal para você.