Dicas

Como o clareamento dental pode aumentar sua autoestima

O sorriso é um dos nossos maiores cartões de visita. Ao conhecer alguém, um sorriso não somente denota simpatia, mas também é uma forma de gerar uma conexão com a outra pessoa. Por isso, é uma característica muito associada com a autoestima. Com isso em mente, entenda tudo sobre o clareamento dental e a sua relação com a autoestima.

O poder do clareamento dental na autoestima

Ter um belo sorriso pode ter um grande impacto na autoestima de qualquer pessoa. Primeiramente, o padrão de beleza é ter um sorriso bem alinhado, com os dentes brancos e sem manchas. Apenas isso, já é o suficiente para aumentar a autoestima dos pacientes.

Mas, além disso, o sorriso é uma forma de nos conectarmos com outras pessoas. É uma ótima forma de iniciar uma interação social, demonstrando empatia, simpatia e genuína alegria em ver outra pessoa. Um belo sorriso é uma ótima forma de começar bem esta interação e receber estes sentimentos em troca.

Quem pode fazer o clareamento dental?

Está é uma opção muito procurada por pessoas que buscam fazer um tratamento para melhorar a aparência dos dentes. Mas, como em qualquer procedimento, é fundamental fazer a consulta com um dentista, para que ele possa avaliar se o tratamento é o ideal para cada caso.

Também é importante verificar com o dentista se o tratamento irá ter os resultados esperados. Enquanto ele é uma boa opção para remover grande parte das manchas, existem algumas que não serão removidas com este tratamento. Por exemplo, o uso de certos antibióticos podem gerar manchas mais que exigem outro tipo de tratamento.

Felizmente, a maior parte dos motivos para as manchas podem ser removidas com o clareamento dental. Alguns exemplos são as formadas por placas, por certos corantes em alimentos ou até mesmo pelo desgaste natural do esmalte.

Como fazer o clareamento dental?

Existem diversas opções para o clareamento dental, sendo que a recomendação do dentista é necessária em todas elas. E é claro, cada uma traz resultados diferentes de acordo com a sua complexidade.

Por exemplo, existem os produtos que permitem o tratamento caseiro. Neste caso, são selecionados produtos para serem aplicados nos dentes por um período específico, que pode ser de 6 a 8 horas.

Os produtos são aplicados através de um molde, normalmente de silicone, que é usado pelo paciente durante a noite.

No consultório o processo e semelhante. A diferença é que o produto usado é mais concentrado, trazendo resultados mais rápidos. Porém, exatamente pelo mesmo motivo, que apenas um dentista pode usá-lo. É necessário muito mais precisão na aplicação, com ações cronometradas e certos equipamentos específicos.

Por fim, existe também a opção mista. Neste caso, existe uma primeira sessão feita no consultório, com a aplicação do primeiro produto mais concentrado e uso subsequente dos produtos mais fracos, para manter o clareamento.

Independente da opção é fundamental contar com o dentista, para que ele possa recomendar o método ideal para o seu dente.

Quer conhecer mais sobre o procedimento de clareamento dental e encontrar a opção ideal para você? Então entre em contato com uma de nossas clínicas pelo WhatsApp e agende a sua consulta.

As vantagens do tratamento de canal em seção única

O tratamento do canal é um dos principais motivos pelos quais os pacientes procuram os dentistas. Porém, felizmente, com o avanço da tecnologia e dos procedimentos, agora este tratamento pode ser feito em um único dia. Então, confira o que é o tratamento do canal, como ele é feito e quais são as vantagens de fazê-lo em uma única sessão.

O que é o tratamento de canal?

Também conhecido como endodontia, este tratamento consiste na retirada da polpa do dente, um tecido que fica na parte interna do mesmo. Assim, é possível alcançar a raiz do dente.

A parte removida, geralmente, está danificada, infeccionada ou até mesmo morta, e o espaço restante deve ser totalmente limpo e preparado para ser preenchido novamente. Logo, é feita a vedação do canal.

Mais uma vez, a tecnologia e a evolução dos tratamentos dentários ajudam os pacientes. Enquanto era comum que estes dentes fossem apenas arrancados, atualmente é possível até mesmo salvá-los ou realizar o procedimento em um único dia.

Como é feito o tratamento?

No modelo tradicional, o tratamento é feito em múltiplas sessões. Primeiramente, é feita uma abertura no dente, de acordo com a sua posição. Em seguida, é feita a remoção da polpa danificada e o espaço é preparado para o preenchimento.

Quando era necessário fazer mais de uma visita, era colocada uma restauração temporária para proteger o dente no intervalo entre as visitas. Na próxima, esta proteção é removida e substituída por um material em forma de cone, inserido nos canais.

Então, na etapa final, é colocada uma coroa sobre o dente para garantir o seu formato e aparência natural.

Quais as vantagens do tratamento em uma única sessão?

A principal vantagem do tratamento em uma única sessão tem a ver com o seu objetivo. É óbvio que é feito o preenchimento do canal, mas o propósito do tratamento é controlar a infecção que surge por conta do problema no dente.

Portanto, a maior vantagem do tratamento único é eliminar o risco de contaminação que iria possivelmente agravar essa infecção. Ela é possível, mesmo com o medicamento colocado entre as sessões.

Por isso, fazer a obturação do canal acaba sendo uma consequência da busca por eliminar o problema da infecção, que acaba sendo o objetivo maior.

Contudo, essa não é a única vantagem. Existem diversos benefícios secundários que fazem com que esse modelo de tratamento seja bem positivo para o paciente. Evidentemente, esse modelo é mais rápido e prático, fazendo com que os resultados sejam imediatos e o problema resolvido mais rapidamente.

Além disso, isso significa submeter-se apenas a uma anestesia, com apenas um processo de recuperação, que pode ser incômodo.

Apesar de os motivos serem muito positivos, existem certos casos em que esse modelo de tratamento não é recomendado. A cirurgia única acaba sendo um pouco longa, bem mais do que normal.

Por isso, pacientes que apresentem dores na coluna ou problemas na ATM e DTM podem ter problemas com o tratamento, pela dificuldade em manter a posição e a boca aberta por muito tempo. Certos tratamentos também podem ser complexos demais para resolver em apenas uma sessão.

Logo, é fundamental a consulta com dentistas de qualidade, que irão determinar o melhor caminho para o tratamento. Portanto, se você precisar de um tratamento de canal, entre em contato com uma de nossas clínicas pelo WhatsApp!

É possível fazer uma prótese dentária em um dia?

A prótese dentária pode ser extremamente necessária, em certos casos. Seu objetivo é garantir a reabilitação bucal do paciente, em todos os principais aspectos, tanto funcionais como estéticos. Por isso, é importante, por exemplo, para ajudar na fala e na alimentação. Entenda o que é a prótese dentária, como ela funciona e descubra se ela pode ser feita em um único dia.

O que é a prótese dentária?

As próteses são soluções que permitem substituir os dentes que foram perdidos. Como dito acima, seu objetivo é recuperar a funcionalidade total da boca, enquanto promove também uma melhoria estética.

Existem, basicamente dois tipos de próteses dentárias. As totais são as mais conhecidas pelo seu nome popular, as dentaduras. Já as parciais cobrem apenas um certo número de dentes.

Outra característica é que elas podem ser removíveis ou fixas, dependendo do for melhor a cada caso, assim como o material, podendo ser de resina ou porcelana. Na avaliação com o dentista, ele irá recomendar qual é a melhor opção para cada caso.

Como funcionam as próteses?

A forma como as próteses funcionam dependem da sua escolha. No caso das próteses totais, por exemplo, é usada uma base de acrílico que fica apoiada na gengiva. Além disso, uma prótese inferior tem o formato de U.

Por isso, estes modelos são feitos sempre sob medida, de modo a se encaixar perfeitamente na boca dos pacientes. Assim, podem promover um maior conforto e também melhores resultados.

É natural que, nas primeiras semanas, as próteses possam ser um pouco desconfortáveis, pois a sua estrutura ainda está se acostumando com ela e vice-versa. Por este motivo, também é importante fazer manutenções regulares para garantir que o encaixe está sempre perfeito.

Como dito acima, existem diversos tipos de prótese e a forma como eles são aplicados depende desta escolha.

Como fazer uma prótese dentária em um dia?

Felizmente, com a evolução da tecnologia e dos procedimentos de instalação de prótese, é possível fazer este procedimento em até mesmo um dia. Por exemplo, caso você perca um dente, é possível já sair da primeira consulta com a sua prótese.

Este procedimento, evidentemente, não é definitivo. Para isso, é feito uma coroa ou um dente provisório que irá se fixar ao parafuso que é inserido no osso, no mesmo dia da cirurgia. Outra opção que também existe, são certos arcos pré-fabricados, que se adaptam mais facilmente a estrutura dos pacientes.

Seja qual for a opção, uma vez que é construída a base, é possível escolher a prótese que se adapta melhor a arcada dentária do paciente, de modo a ter um tamanho adequado.

Após algum tempo, pode ser feita outra cirurgia para trocar a base por outra que irá durar por bastante tempo. Mas se você quer uma resposta rápida para o problema, a técnica imediata é uma ótima opção.

Qualquer paciente pode adotar esta opção, exceto em casos que seja apresentado algum problema, especialmente em relação ao osso em que será feita a aplicação da prótese. Por isso, é importante sempre consultar um dentista de qualidade para decidir se esta é a melhor opção.

Portanto, se quiser marcar uma consulta, ou da próxima vez que precisar visitar um dentista, entre em contato diretamente com uma das nossas clínicas pelo WhatsApp!

A Medicina e a procura por melhorias estéticas sempre andam lado a lado. Por isso, com o avanço da própria Medicina e da tecnologia, os procedimentos ficam cada vez mais sofisticados, seguros e eficientes. Para conhecer um dos procedimentos mais tranquilos e comuns, conheça o que é a Bichectomia, como ela funciona e para quem é indicado.

O que é a Bichectomia?

A Bichectomia é uma pequena cirurgia, feita para a remoção da estrutura gordurosa localizada nas bochechas dos pacientes. Ela é conhecida como a gordura de Bichat ou bola de Bichat.

O nome, emprestado do anatomista francês que a estudou, se refere a uma estrutura na face, com formato de pirâmide, e com um tamanho que varia de acordo com a idade. Quando mais novo, ela costuma ser maior, mas vai diminuindo conforme o envelhecimento.

Acredita-se que a bola de Bichat tem algumas pequenas funções de proteção para os nervos da face e para auxiliar na amamentação. Por isso, é tão grande nas crianças e pode ser removida sem problemas.

Como funciona a cirurgia?

Quando feita por si só, a cirurgia de Bichectomia é bem simples. Ela ocorre de forma intraoral, ou seja, é feita por dentro da boca, com uma pequena incisão. Esta opção é a mais recomendada por ser menos invasiva, causando menos incômodo e permitindo uma recuperação mais fácil.

Isso ocorre porque as mucosas de dentro da boca costumam ter uma cicatrização mais rápida e não deixam marcas aparentes.

Após o corte, o médico vai procurar as bolas dentro da boca do paciente e removê-las, na grande maioria dos casos, parcialmente.

O paciente, normalmente, é liberado no mesmo dia, pois é necessária apenas uma anestesia local e sedação ou uma anestesia geral, dependendo do caso. O procedimento é muito rápido, levando entre uma hora, uma hora e meia. Por isso, geralmente é feita em um ambiente clínico, sem a necessidade de uma internação hospitalar.

Em certos casos, o procedimento pode acompanhar outra cirurgia. Se o paciente tiver que passar por algum procedimento, pode fazer ambos ao mesmo tempo.

O pós-operatório também é bem tranquilo. Normalmente, é acompanhado de um pequeno inchaço na boca, que pode ser aliviado com compressas de água fria. Existe uma certa restrição alimentícia, como evitar alimentos cítricos para diminuir o desconforto, mas nada de mais.

Para quem é indicado?

A Bichectomia é uma cirurgia com um propósito estético. Por isso, seu objetivo é proporcionar um afinamento discreto do rosto para os pacientes. Além disso, o médico fará uma avaliação para determinar se o paciente tem um volume desta estrutura um pouco maior do que o normal.

Pode ser que esta cirurgia também seja indicada para os pacientes que têm o hábito de morder o interior da bochecha, seja por uma mania ou por um tamanho maior que o normal. Nesse caso, as aftas e os sangramentos podem ser comuns e bem incômodos.

Contudo, a cirurgia não é indicada para pacientes que tenham alguma doença mais delicada, como diabetes ou problemas de pressão, ou que tenham algum problema na pele.

Além disso, é tão importante a avaliação com um profissional dentista, para saber se a cirurgia terá os retornos esperados.

Quer agendar uma consulta para conhecer mais sobre a Bichectomia? Você pode enviar um WhatsApp direto para uma de nossas unidades.

Bichectomia: como funciona e para quem é indicado?

A Medicina e a procura por melhorias estéticas sempre andam lado a lado. Por isso, com o avanço da própria Medicina e da tecnologia, os procedimentos ficam cada vez mais sofisticados, seguros e eficientes. Para conhecer um dos procedimentos mais tranquilos e comuns, conheça o que é a Bichectomia, como ela funciona e para quem é indicado.

O que é a Bichectomia?

A Bichectomia é uma pequena cirurgia, feita para a remoção da estrutura gordurosa localizada nas bochechas dos pacientes. Ela é conhecida como a gordura de Bichat ou bola de Bichat.

O nome, emprestado do anatomista francês que a estudou, se refere a uma estrutura na face, com formato de pirâmide, e com um tamanho que varia de acordo com a idade. Quando mais novo, ela costuma ser maior, mas vai diminuindo conforme o envelhecimento.

Acredita-se que a bola de Bichat tem algumas pequenas funções de proteção para os nervos da face e para auxiliar na amamentação. Por isso, é tão grande nas crianças e pode ser removida sem problemas.

Como funciona a cirurgia?

Quando feita por si só, a cirurgia de Bichectomia é bem simples. Ela ocorre de forma intraoral, ou seja, é feita por dentro da boca, com uma pequena incisão. Esta opção é a mais recomendada por ser menos invasiva, causando menos incômodo e permitindo uma recuperação mais fácil.

Isso ocorre porque as mucosas de dentro da boca costumam ter uma cicatrização mais rápida e não deixam marcas aparentes.

Após o corte, o médico vai procurar as bolas dentro da boca do paciente e removê-las, na grande maioria dos casos, parcialmente.

O paciente, normalmente, é liberado no mesmo dia, pois é necessária apenas uma anestesia local e sedação ou uma anestesia geral, dependendo do caso. O procedimento é muito rápido, levando entre uma hora, uma hora e meia. Por isso, geralmente é feita em um ambiente clínico, sem a necessidade de uma internação hospitalar.

Em certos casos, o procedimento pode acompanhar outra cirurgia. Se o paciente tiver que passar por algum procedimento, pode fazer ambos ao mesmo tempo.

O pós-operatório também é bem tranquilo. Normalmente, é acompanhado de um pequeno inchaço na boca, que pode ser aliviado com compressas de água fria. Existe uma certa restrição alimentícia, como evitar alimentos cítricos para diminuir o desconforto, mas nada de mais.

Para quem é indicado?

A Bichectomia é uma cirurgia com um propósito estético. Por isso, seu objetivo é proporcionar um afinamento discreto do rosto para os pacientes. Além disso, o médico fará uma avaliação para determinar se o paciente tem um volume desta estrutura um pouco maior do que o normal.

Pode ser que esta cirurgia também seja indicada para os pacientes que têm o hábito de morder o interior da bochecha, seja por uma mania ou por um tamanho maior que o normal. Nesse caso, as aftas e os sangramentos podem ser comuns e bem incômodos.

Contudo, a cirurgia não é indicada para pacientes que tenham alguma doença mais delicada, como diabetes ou problemas de pressão, ou que tenham algum problema na pele.

Além disso, é tão importante a avaliação com um profissional dentista, para saber se a cirurgia terá os retornos esperados.

Quer agendar uma consulta para conhecer mais sobre a Bichectomia? Você pode enviar um WhatsApp direto para uma de nossas unidades.