Saiba como curar herpes rapidamente

Curar herpes rapidamente é o desejo de quem apresenta esse vírus, além de proporcionar coceira e dor, ele pode se espalhar pelo corpo aumentando o desconforto e prejudicando até a autoestima. 

 

No conteúdo de hoje, nós da Odontominas, vamos te apresentar como curar, o que é, a causa e os principais sintomas deste vírus. Para saber todos esses detalhes é só prosseguir com a leitura.

 

Como curar herpes rapidamente? 

Para curar herpes existem vários recursos, assim que você perceber os sintomas iniciais, procure sempre um clínico geral ou farmacêutico para te informar qual é o medicamento ideal para acabar de vez com eles.

 

Normalmente, para eliminar herpes, você pode utilizar pomadas, curativos líquidos que tem como função contribuir para a cicatrização e alívio da dor, além de serem transparentes e discretos, impedirem a contaminação e propagação do vírus pelo corpo.

 

Em casos mais graves, os comprimidos antivirais são prescritos pelo médico e, principalmente, para as pessoas imunocomprometidas, como forma de iniciar um tratamento a longo prazo.

A temperatura fria alivia a dor e auxilia na recuperação, utilizar gelo na lesão vai ajudar bastante a diminuir o incômodo causado. 

 

O que na verdade é herpes

Herpes é um tipo de vírus que causa machucados e feridas no corpo, em áreas como: boca e genitais.

 

Ela pode ser provocada por dois tipos de vírus, o Varicela-Zóster (VVZ), conhecido como “cobreiro”, causador da catapora, que por sua vez apresenta irritação na pele, bolhas e bastante coceira.

 

Ou o herpesvírus tipo 1 e 2, conhecido como herpes simplex. De uma forma mais resumida, esse é um tipo de infecção que 99% da população adulta já adquiriu imunidade durante a infância e adolescência, criando resistência para o resto da vida.

 

O que causa herpes

Existem alguns fatores que contribuem bastante para o aparecimento da herpes, como é o caso da exposição em excesso ao sol, os raios ultravioleta fragilizam as nossas defesas, ressecam os lábios, deixando-os mais vulneráveis. Investir nos protetores labiais é uma opção, porém eles não impedem que ela se manifeste.

 

Outro fator que influencia a aparição desse vírus é a alimentação. Uvas, chocolates, nozes e amêndoas são alimentos que possuem arginina, uma substância que costuma estimular o aparecimento de herpes. Esse elemento pode ser encontrado também em suplementos que fortalecem os músculos.

 

As alterações hormonais, conhecidas como stress crônico, acabam diminuindo e prejudicando a defesa do nosso corpo e, consequentemente, abrem espaço para o vírus se manifestar.  

 

No caso das herpes labiais, elas podem ser causadas por beijos ou contato com objetos compartilhados, como: escova de dentes e toalhas.

 

Quais os sintomas? 

Os sintomas causados pela herpes vão depender do tipo do vírus, porém, todas apresentam lesões cutâneas nas regiões afetadas. 

 

Confira a seguir as características mais comuns de acordo com a área contaminada:

 

  • Olhos: os sintomas são bem similares aos da conjuntivite. Causando coceira, vermelhidão e irritação. Normalmente, afeta apenas um olho, porém fique atento, pois ela pode causar problemas na vista e em casos mais graves cegueira.

 

  • Lábios: coceira, ardência e formação de pequenas bolhas são os sintomas principais quando o assunto é herpes labial. Em alguns casos,o paciente pode ter febre e os gânglios do pescoço e garganta podem aumentar.

 

  • Genitais: nesse local, os sintomas são: ardor, coceira, vermelhidão e irritação. Normalmente, o aparecimento de bolhas e líquidos são acompanhados por esses sinais. Esse tipo de herpes ocorre em ambos os sexos. 

 

É importante ressaltar que enquanto as bolhas com o líquido estiverem presentes, ambos os tipos de herpes, Varicela-Zoster e herpes simplex, são infectantes. Basta tocar com as mãos no local afetado, que o vírus pode ser transferido para qualquer outra parte do corpo ou pessoa. O contato direto com a pele ou mucosa é também uma forma de transmissão.

 

A partir do momento que as bolhas rompem, formando pequenas feridas rasas, conhecidas como ulcerações, e são cobertas por crostas, há reepitelização da derme ou mucosa. Nessa fase a doença não é mais contagiosa.

 

Em geral, as infecções chegam a durar entre sete e 14 dias, porém é importante você consultar um médico para diagnosticar se realmente está com herpes e qual o melhor tratamento. 

 

Criança pode ter herpes

Tanto os adultos, quanto as crianças podem adquirir herpes, na maioria das vezes é comum ocorrer a labial.

 

A principal maneira de transmissão é através dos adultos, pois 70% deles são portadores desse vírus. Normalmente, a própria mãe, por ter um contato mais frequente, acaba contagiando a criança, através do beijo e em alguns casos nos partos normais.

 

O tratamento para curar herpes rapidamente é baseado na tentativa de reduzir os sintomas, como: febre e dor, com o uso de analgésicos, antiinflamatórios e antitérmicos. 

 

Sem sombra de dúvidas, a higiene bucal da criança deve ser realizada para diminuir a propagação do vírus. Lembre-se de utilizar uma escova macia, uma pequena quantidade de pasta de dente e realizar movimentos leves e delicados, para não machucar e causar dor na boca da criança ou do bêbê.

 

Procure a Odontominas mais próxima 

 

Você desconfia que está com herpes? Se após a leitura desse conteúdo você suspeita que possui o vírus, é hora de agendar uma consulta com seu dentista de confiança e iniciar o tratamento.

 

Nós da Odontominas, podemos te auxiliar e proporcionar todo o suporte necessário para curar herpes rapidamente. Além de cuidados com a saúde e estética bucal.

 

Encontre a Odontominas mais próxima e entre em contato com a gente através do WhatsApp.

 

Esperamos você no próximo post.