Cáries: conheça as principais causas e como funciona o tratamento

Dores constantes, sensibilidade nos dentes, mau hálito e inchaço nas gengivas. Muitas pessoas não sabem, mas esses podem ser sintomas da cárie, doença geralmente associadas às crianças, porém muito comum em adultos. Inicialmente assintomática, a lesão cariosa pode comprometer a saúde bucal, quando não tratada.

Por isso, visitas periódicas ao dentista é a melhor forma de prevenção contra as cáries. Ainda que não apresente os sinais, é importante que o paciente tenha o acompanhamento de um profissional para evitar esse e demais problemas.

Afinal, dicas básicas sobre os cuidados com a higiene bucal podem transformar maus hábitos em uma limpeza mais consciente dos dentes e reverter quadros de risco. No caso das crianças, a atenção aos sintomas e a escovação devem ser redobrados.

Antes de você começar a se desesperar e correr para a clínica odontológica, vamos aos detalhes sobre a doença e às recomendações dos especialistas sobre o tratamento.

Mas, afinal, o que é a cárie?

Primeiramente, vamos à natureza do problema. Você já ouviu falar em desmineralização da estrutura dental? Provavelmente, não. Pois bem, é exatamente isso o que acontece em sua boca, quando ocorre a cárie.

A saber, a placa, quando não eliminada devidamente pela escovação, seguida de fio dental, acumula bactérias que produzem ácidos, atacando o esmalte do dente e criando, assim, pequenas cavidades ou lesões cariosas.

Em longo prazo, tais lesões podem progredir, destruindo definitivamente o dente. Com isso, cabe uma conversa mais detalhada com o seu dentista para entender melhor as consequências da cárie para a sua saúde bucal.

Quais as principais causas da cárie?

Com toda a certeza, os maus hábitos de higiene são os maiores causadores da cárie em qualquer pessoa.

Na correria do dia a dia, muitas vezes nos despreocupamos com a qualidade da escovação, realizando-a com pressa e de maneira mais relaxada, pouco efetiva para a limpeza dos dentes.

É provável que o ritmo acelerado também nos faça esquecer o uso de fio dental, essencial no combate à placa bacteriana. Ao contrário do que se pensa, a escovação isolada não é o suficiente para garantir a higiene completa, uma vez que as cerdas da escova não alcançam regiões de difícil acesso, próximas à gengiva.

Existem ainda outros fatores que contribuem para o surgimento da placa e, consequentemente, da cárie. Como:

– Consumo de alimentos e bebidas com muito açúcar;

– Ingestão de alimentos pegajosos, como balas, caramelos e frutas secas;

– Tabagismo;

– Fatores genéticos associados.

Dessa forma, a melhor saída para a prevenção da doença está nos cuidados com a limpeza e com a alimentação. Aproveite para agendar uma ida à clínica odontológica, assim que possível, para checar se está tudo certo.

Como funciona o tratamento?

Já deu para entender que a gravidade do problema depende, exclusivamente, da atenção com a saúde bucal. De nada adiantará visitar mil vezes o seu dentista, se não houver um compromisso diário com a limpeza de seus dentes e gengiva.

É comum que as pessoas concentrem seus cuidados com a saúde em outras partes do corpo, negligenciando o que se passa em suas bocas. A frequência com que visitam outros médicos costuma ser bem maior. Nesse meio tempo, inúmeros problemas bucais podem estar se desenvolvendo de maneira silenciosa.

A boa notícia é que, no caso da cárie, quando identificada desde o início, o tratamento é relativamente simples.

A forma mais comum de tratar a doença é remover a parte do dente atingida e preencher a cavidade formada. O processo de restauração, chamado de obturação, é feito com anestesia e material específico, a fim de recuperar o aspecto estético e a função mastigatória do dente. Quando agravada, a cárie deverá ser combatida por meio de canal ou remoção do dente.

O uso de produtos com flúor é também uma excelente pedida para combater o surgimento da cárie.

No caso das crianças, algumas medidas podem ajudar a controlar a situação:

– Ensiná-las desde o início sobre a importância da escovação;

– Orientá-las durante as primeiras escovações, certificando-se de que a prática seja feita corretamente;

– Seguir as recomendações do dentista sobre a idade ideal para início do tratamento com creme dental com flúor e fio dental;

– Procurar especialistas acostumados a lidar com crianças, de forma a tornar as visitas menos traumáticas.

Viu só? Cuidar da saúde de seus dentes e evitar aborrecimentos com doenças pode ser bem mais simples do que você imaginava. Consulte seu cirurgião-dentista a respeito dos melhores procedimentos e mantenha sua boca protegida e bonita por mais tempo.

Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato conosco agora mesmo pelo WhatsApp. Unidade Piracicaba: (19) 98444-0867; Unidade Mauá: (11) 98742-9911; Unidade Mauá 2: (11) 94882-9898; Unidade Cidade Nova: (94) 98144-0038; Unidade Rio Verde: (94) 98144-0091; Unidade Bairro da Paz: (94) 98144-0022; Unidade Marabá: (94) 98113-4850 e Unidade Sumaré: (19) 99338-0078.