Em que situações a extração do siso é necessária?

O tão famoso dente do juízo é o causador de muitas dores (não só de cabeça, mas dores nos dentes também). O ser humano normalmente possui 4 dentes sisos e eles costumam se desenvolver entre 16 e 21 anos. Eles são os últimos dentes que devem nascer na boca, lá no fundo. Há 2 na parte superior e 2 na parte inferior. Entretanto, essa não é uma regra. Há pessoas que não desenvolvem os sisos ou outras que não possuem os 4. Tudo isso não é problema.

A dor de cabeça começa quando o siso começa a incomodar e a extração tem que ser realizada. A verdade é que o dente siso não é um dente muito importante na arcaria dentária. Podemos viver tranquilamente comendo os alimentos sem a necessidade de mastigar com o auxílio dos sisos. Por isso, é bem comum, em algumas situações, ocorrer a extração destes dentes. Veja as situações em que a extração é indicada.

Quando não há espaço para o nascimento deles

Nem toda boca tem estrutura e espaço para receber mais 4 dentes. A falta de espaço, além de causar um certo incômodo quando os sisos começam a nascer, pode trazer outros problemas mais sérios, obrigar os outros dentes a fazer espaço para que o siso possa se alocar. Esse fazer espaço significa o encavalamento dos dentes, principalmente na frente.

Para evitar que isso ocorra, pois para consertar esse problema é necessário investir em um tratamento com aparelho dentário, é indicado a extração dos sisos antes mesmo que eles comecem a comprometer o espaço dos outros dentes.

Quando os sisos estão completamente tortos

Por meio de um raio X é possível ver a posição em que os sisos estão querendo nascer dentro da boca. É muito comum que o desenvolvimento deles não sejam adequados. Um siso torto ou deitado, por exemplo, além de causar dor durante o nascimento, vai também empurrar os outros dentes, pois ele estará nascendo para dentro da gengiva.

É bem comum ele nem chegar a cortar a gengiva e já começar a doer. Então, quando o paciente chega ao dentista e tira o raio X, já é identificado esse problema e indicado a extração destes dentes.

Neste caso, como o dente ainda não cortou a gengiva e não apareceu, é necessário fazer uma pequena cirurgia na qual o dentista vai abrir a gengiva e retirar o dente (inteiro ou em pedaços). Depois, são dados alguns pontos e o paciente entra no período de recuperação.

Quantos sisos tirar por vez?

Essa é uma pergunta bastante específica e cada caso é um caso. Mas, o que podemos lhe dizer é que o mais indicado é, na necessidade de tirar os 4 sisos, realizar o procedimento em 2 partes. Primeiro retirar o siso superior e inferior de um lado e depois que os pontos forem retirados, então partir para retirar os 2 restantes.

O fato é que não precisa o dente siso começar a incomodar para você pensar em tirá-lo. É indicado que seja uma avaliação para ver a necessidade de tirá-los a partir dos 16 anos.

Conheça a nossa clínica

Nós sabemos que a correria do dia a dia, muitas vezes, dificulta a ida ao dentista para fazer tratamentos mais longos. Como um grande diferencial, a nossa clínica reúne todas as especialidades em um só lugar. Nós não trabalhamos com horário marcado e sim ordem de chegada. Você pode aproveitar aquele dia que está mais livre e vir fazer a sua consulta. Venha conhecer esse novo mercado odontológico que traz muitos benefícios para a sua agenda.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *