Bichectomia: quais são os benefícios e os riscos?

Febre entre as celebridades e sonho de consumo de inúmeros anônimos mundo afora, a bichectomia é uma cirurgia considerada simples, realizada sobretudo para fins estéticos.

Portanto, se você está pensando em investir nesse procedimento, vale a pena conhecer mais sobre o assunto. Acompanhe esse artigo e conheça os benefícios e os riscos da bichectomia.

O que é bichectomia?

A bichectomia é uma cirurgia plástica que consiste na retirada das bolas de bichat, que nada mais são do que placas de gordura que se encontram dentro das bochechas.

O procedimento completo dura em torno de meia hora e é feito com anestesia local. A recuperação leva cerca de duas semanas, sendo os primeiros sete dias fundamentais.

Nesse período, o ideal é que o paciente seja poupado de atividades físicas e tome bastante cuidado com a alimentação. Principalmente com a mastigação e abertura da boca, bem como é aconselhável ingerir alimentos frios ou levemente mornos.

As bolas de bichat possuem uma importante função para os bebês, auxiliando-os na amamentação e alimentação geral. Já nos adultos, essa estrutura funciona apenas como um suporte para os músculos da região.

Quais são os benefícios

Embora a maioria das cirurgias sejam feitas para melhora na aparência do rosto, a bichectomia também pode ser realizada por indivíduos que apresentam inchaço na porção de gordura da bochecha e que por esse motivo, costumam morder e ferir a boca internamente.

Sendo assim, existem dois grandes benefícios para esse procedimento. A remoção das bolas de bichat afinam o rosto e proporcionam um contorno mais harmonioso, garantindo satisfação estética.

Da mesma forma, para as pessoas que mordem involuntariamente a região, a cirurgia oferece bem-estar e tende a contribuir para o fim desse hábito desagradável.

E quanto aos riscos?

Qualquer cirurgia, por menos invasiva que seja, traz riscos ao paciente. No caso da bichectomia, é fundamental que o profissional responsável faça uma análise minuciosa e sincera para definir a real necessidade do procedimento.

Afinal de contas, essa massa de gordura só se desenvolve uma vez na vida, isso quer dizer que após a retirada, ela não volta a crescer e o paciente precisa estar totalmente consciente dessa questão.

Há quem afirme que a ausência dessa estrutura colabore para que a pele do rosto fique mais flácida do que o normal com o avanço da idade, sendo necessária a realização de outros processos estéticos para minimizar esse efeito.

Outro fator a se considerar é que as bolas de bichat estão localizadas em uma área repleta de nervos, músculos e outras estruturas faciais. Um pequeno descuido no corte pode causar consequências irreversíveis, a como paralisia facial, por exemplo.

No geral, a cirurgia não é indicada para indivíduo com rosto triangular ou muito alongado, em especial, quando o queixo chama bastante atenção.

Cirurgiões plásticos e dentistas especializados são habilitados para realizar a bichectomia. Na hora de escolher o profissional, seja criterioso, busque por indicações e veja fotos de pacientes que realizaram o mesmo procedimento.

Deseja conhecer mais sobre a cirurgia de bichectomia? Entre em contato agora mesmo pelo WhatsApp.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *